Abduzida

abduzida_gira_01.jpg

Abduzida surgiu no início do processo do Integração sem Posse, mobilização de artistas e coletivos de arte iniciada com o notícia da iminente reintegração de posse (despejo) da ocupação Prestes Maia, em 2005.

A Abduzida usa uma máscara de uma socialite loira com enormes brincos de brilhantes e traços histriônicos, criada pela artista Joana Traub Csekö com este mesmo nome. Ela surge em momentos de conflito batendo tampas de panela, ensurdecendo e irritando, trazendo a atenção dos mais distraídos para o contexto em que está inserida.

abduzida_gira_02.jpg

abduzida_gira_03.jpg

abduzida_gira_04.jpg

abduzida_gira_05.jpg
[Na ocupação Prestes Maia, em um sábado cultural realizado pelo Integração sem Posse]

A Abduzida incorpora uma espécie de histeria coletiva que surge entre os sem-teto, movimentos de moradia e parceiros, em situações de conflito como a possibilidade ou a experiência de um despejo, ou a revolta de quem já foi despejado e se encontra na rua.

abduzida_gira_06.jpg

abduzida_gira_07.jpg

abduzida_gira_08.jpg

abduzida_gira_09.jpg

abduzida_gira_10.jpg

abduzida_gira_11.jpg
[reintegração de posse da ocupação Paula Souza]

É a personificação do absurdo das situações ridículas, violentas e arbitrárias, que parecem desaparecer no território do consenso. Abduzida é uma ironia loira.

abduzida_gira_12.jpg

abduzida_gira_13.jpg

abduzida_gira_14.jpg

abduzida_gira_15.jpg

abduzida_gira_16.jpg
[de luto na “missa de sétimo dia” da ocupação Plínio Ramos]

Imagens: Mauro de Souza e TrancaRUa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: