Integração sem Posse

prestes_gira.jpg
[ocupação Prestes Maia]

O Integração sem Posse foi um movimento iniciado por artistas e coletivos de arte, a partir da experiência do ACMSTC – Arte e Cultura no Movimento Sem Teto do Centro, uma intervenção artística coletiva realizada na ocupação Prestes Maia, em 2003, organizada por Túlio Tavares e Fabiane Borges.

lambe_cmi_gira.jpg
[cartaz feito pelo Centro de Mídia Independente]

O Integração surgiu em 2005 com a ação Integração sem Posse X Reintegração de Posse, ação artística coletiva realizada em resposta a notícia de um iminente despejo da ocupação Prestes Maia. Nesta ação iniciou-se o período que durou cerca de dois anos, tempo em que foram realizadas ações e intervenções artísticas, oficinas, projetos de educação e de uma escola popular, ações de mobilização e de comunicação, que pretendiam (entre outras coisas) jogar foco sobre a situação das famílias do Prestes Maia e de outras famílias de movimentos sociais do centro que enfrentavam situações semelhantes, como na ocupação Plínio Ramos, do MMRC, que foi violentamente despejada.

lambe_yili_gira.jpg
[gravura feita pela artista Yili Rojas]

O Integração atuou em parceria com diversos movimentos do centro de São Paulo, como MSTC, MMRC, Comunas Urbanas e Fórum Centro Vivo, e em dado momento já não era composto apenas por artistas, mas por indivíduos que atuam em diversas áreas como escritores, advogados, jornalistas, antropólogos e educadores.

lambe_bijari_gira.jpg
[“Gentrificado”, lambe-lambe da BijaRi]

Junto com estes diversos movimentos, o Integração atuou no sentido de minimizar os danos causados à população de baixa renda, que vive e trabalha no centro, e que está sendo expulsa da região em nome de um projeto de revitalização caracterizado pela gentrificação, que não oferece alternativas para esta população socialmente vulnerável.

As ações realizadas podem ser vistas no blog do Integração, que editei durante todo este período.

2 Respostas to “Integração sem Posse”

  1. Retratos da invisibilidade « gira-me Says:

    […] “Sonhos”, trabalho realizado em 2003 com os moradores da ocupação Prestes Maia. […]

  2. Num quadrado de terra, num meio de cidade. « Estágio Interdisciplinar de Vivência DF Says:

    […] Psiu: olha aí que tem gente fazendo outras Sampas: https://girame.wordpress.com/em-movimentos-e-redes/integracao-sem-posse/ […]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: